Os doze trabalhos de Hércules

 

       Hércules, o herói mais popular da mitologia greco-romana, é uma fusão de vários semideuses de força descomunal, reverenciados na Fenícia, na Babilônia, etc. A mitologia de todos os povos mediterrâneos nos fala de um super-homem que levou a cabo empresas tremendas, nas quais se impregnava mais músculo que inteligência.

       Héracles ou Hércules é a versão greco-romana deste herói universal. A lenda dos doze trabalhos, dos quais temos: o leão de Neméia, a hidra de Lerna, o javali de Erimanto, a corça de Cerinéia, as aves do Estínfalo e os estábulos de Áugias, foi formada tardiamente, pela reunião de lendas locais antes referentes a vários heróis. Algumas destas foram atribuídas a Teseu.

       A captura do touro de Minos é lenda de origem cretense. Na ilha de Creta, havia um culto religioso, no qual se adoravam os touros e se celebravam touradas, em que ágeis bailarinos saltavam sobre touros ferozes. Ao que parece, no início os jovens eram sacrificados ao deus touro. As outras aventuras de Hércules são a luta contra as amazonas, os bois de Gerião, os cavalos de Diomedes, a chegada aos jardins das Espérides e a captura do cão Cérbedo, de três cabeças, guarda dos mortos.

volta